Autocarro 

Dominar a crise com determinação e visão

Redução de custos, consolidação de forças, entrando em cooperação: MAN Nutzfahrzeuge retoma os desafios actuais e com êxito estabelece condições prévias para o crescimento internacional contínuo, apesar das condições difíceis do mercado.

A recessão global tem vindo a prejudicar os mercados internacionais de veículos comerciais: menor produção industrial, a queda dos volumes de comércio global e diminuição da vontade de investir levaram a uma redução considerável na demanda por veículos comerciais. Depois de outro ano recorde em 2008, mesmo MAN Nutzfahrzeuge já não era capaz de evitar as consequências destes desenvolvimentos do mercado. Com a sua adaptação rápida e flexível de produção para corresponder à evolução de encomendas, uma rigorosa política de corte de custos e concentração em medidas para reduzir stocks de veículos e estabilizar o negócio de pós-venda, a MAN Nutzfahrzeuge foi amplamente capaz de compensar as repercussões no mercado. O facto de se ter aproveitado os anos rentáveis para tomar importantes decisões estratégicas e efectuar investimentos, provou ser de grande benefício para a empresa. Além de gerir a crise actual, a MAN Nutzfahrzeuge levou adiante com a sua estratégia de crescimento internacional bem-sucedida, o que assegura como principal fornecedor de veículos comerciais e soluções de transporte com uma estrutura sólida para a retoma que ai vem.

Resultados do primeiro semestre de 2009

A continuação das más condições económicas e disponibilidade restrita de financiamento é claramente reflectido nas encomendas de veículos comerciais. Encomendas recebidas pela MAN Nutzfahrzeuge no primeiro semestre do ano totalizaram € 2.66 bilhões, ou 58% abaixo do nível do ano anterior (€ 6.29 bilhões). Houve grandes quedas em especial na Divisão camiões, onde as encomendas que foram recebidas totalizam o valor de € 2,1 bilhões, apenas 38% do período homólogo do ano anterior (€ 5,6 bilhões). As novas encomendas, totalizando € 568 milhões alcançados pela Divisão de autocarros valiam mais de três quartos do valor do ano anterior (€ 731 milhões). A redução de entrada de encomendas de autocarros, expressas tanto em termos de valor como em número de unidades, deve-se entre outros factores, a uma grande encomenda de 522 autocarros urbanos (€ 83 milhões) da cidade de Ancara, no segundo trimestre de 2008.

Nos primeiros seis meses do actual ano fiscal, as vendas de veículos caíram para 24.346 camiões e autocarros, um decréscimo de 54%, em comparação com o período correspondente do ano passado (53.307 unidades). No primeiro semestre do ano, a Divisão de camiões, em especial registou uma queda considerável nas vendas, que caíram para 21.296 unidades, uma queda de 57% em relação a este período do ano passado (50.070 unidades). A comparação dos dois primeiros trimestres do ano em curso, mostra que as vendas de camiões, em grande medida estabilizou a um nível baixo (Q1: 10.921; Q2: 10.375 unidades).

As vendas de autocarros e chassis para autocarros estavam apenas ligeiramente inferiores aos valores do ano passado para o primeiro semestre com 3.050 unidades (-6%). Enquanto as entregas de autocarros urbanos aumentou 18%, contra os do período do ano anterior, as unidades de autocarros, interurbanos e chassis caiu 15% no total.

Vendas realizadas pela MAN Nutzfahrzeuge no primeiro semestre de 2009 caiu 39% para € 3.26 mil milhões em relação ao mesmo período do ano passado (€ 5.38 bilhões). Essa queda é em grande parte devido à queda de vendas de camiões. As vendas de € 650 milhões até a Divisão de autocarros no primeiro semestre do ano foram ligeiramente inferiores (-7%) aos do mesmo período do ano passado (€ 699 milhões).

Devido à grande diminuição nas vendas em relação ao ano anterior e um maior risco de custos financeiros suportados, no primeiro semestre de 2009 houve uma perda operativa de € 17 milhões. Responsável por esse resultado foi a divisão de camiões com - € 13 milhões e Serviços Financeiros em - € 24 milhões. O resultado da divisão de autocarros em € 21 milhões percorreu um grande caminho para compensar as percas dos outros. Aqui, as medidas de reestruturação iniciadas em 2007 compensaram.

A redução dos custos, consolidando forças

MAN Nutzfahrzeuge trabalhou bem para se posicionar vantajosamente e acima da media do mercado, durante a fase boa de actividade nos últimos anos: em mercados estabelecidos, a cota de mercado MAN aumentou continuamente, enquanto que em mercados emergentes como a Europa Oriental, por exemplo, foi capaz de se estabelecer com sucesso. MAN Nutzfahrzeuge aproveitou os "anos bons" para aumentar a produtividade ainda mais, para reduzir o grau de produção interno e melhorar os processos administrativos. Além disso, foram feitos grandes investimentos em instalações de produção, novas tecnologias e produtos, bem como na rede mundial de vendas e serviços: estes investimentos são o que agora posiciona a companhia no bom lugar para tirar proveito da difícil situação actual.

Em Munique, uma nova academia foi criada, onde mecânicos podem adquirir qualificações, enquanto que no verão o novo MAN Fórum foi inaugurado - um mundo moderno de experiências focando o veículo comercial. Nas imediações o Fórum NEOPLAN está a tomar forma. Está previsto ser inaugurado em 2010. Graças à recentemente concluída modernização de toda a gama de camiões não haverá custos elevados para lançamentos de novos produtos no futuro próximo. O programa de investimentos para este e próximo ano serão ajustados em conformidade com a situação actual. A este respeito, os departamentos de, desenvolvimento, pesquisa e novos projectos continuarão no entanto a ser adequadamente financiados (por exemplo, para desenvolvimento dos motores Euro 6). Nesta área os esforços têm como foco melhorar continuamente a rentabilidade, economia e tornar os veículos comerciais mais amigos do ambiente com as melhores soluções de transporte.

Empregados

MAN Nutzfahrzeuge ajustou a produção em sintonia com a queda da procura de camiões e no Outono de 2008 já tinha criado um programa de corte de custos globais. O número de empregados caiu de 36.251 em 31 de Dezembro de 2008 para 32.588 em 30 de Junho de 2009. Isto foi conseguido em grande parte por meio de flutuação natural, a caducidade dos contratos a prazo e uma redução no número de trabalhadores temporários.

Lay-Off

Desde o início do ano, a MAN Nutzfahrzeuge tem vindo a fazer uso de Lay-Off nos locais de produção de camiões nas fabricas Alemãs de Munique, Nuremberga e Salzgitter, e na fábrica de camiões austríaca de Steyr. O Lay-Off também tem sido praticado na Administração em Munique e em partes da filial de vendas alemã, MAN Truck & Bus Deutschland GmbH. Metodos similares também foram aplicados em outros locais fora da Alemanha, por exemplo, na Turquia, Espanha e África do Sul. Algumas áreas isentas de Lay-Off: incluem todas as áreas em estreita proximidade com o cliente (por exemplo, Serviços), bem como de Qualidade e Desenvolvimento. A fim de minimizar as perdas financeira dos empregados, a empresa concede pagamentos extras que fazem a diferença para um máximo de 90 por cento do salário nominal após impostos.

Além do aspecto financeiro, o Lay-Off tem vantagens adicionais na medida em que permite a MAN Nutzfahrzeuge ser altamente flexível para reagir às flutuações de curto prazo em novas encomendas, e ainda manter os seus bem treinados e qualificados funcionários. A fim de aproveitar a fase Lay-Off vantajosamente, a empresa e seus funcionários para os desafios que se avizinham, a MAN Nutzfahrzeuge iniciou um amplo programa de formação para os seus funcionários nas fabricas da Alemanha. O Departamento de recursos humanos e do conselho de empresa têm juntos um programa de formação avançada de que todos os trabalhadores da indústria e a maior parte do pessoal assalariado vai beneficiar no decurso deste ano.

Além de Lay-Off e qualificações avançadas, o pacote de medidas de pessoal da MAN Nutzfahrzeuge contém elementos novos que são atraentes para os trabalhadores. Eles podem usufruir de até 36 meses de tempo livre para realização de estudos, carreiras universitária ou dedicarem-se a cargos honorários, por exemplo uma organização humanitária. A MAN Nutzfahrzeuge garante que voltará a readmiti-los, garante que eles serão incorporados num trabalho similar, e asseguram que esse tempo de folga será contabilizado para efeitos de antiguidade. Isto também se aplica aos empregados que querem fazer uma pausa temporária (licença). Além disso, a MAN apoia emprego a tempo parcial, garantindo o retorno ao emprego a tempo inteiro.

Consequentemente Eficiente. Inovações e produtos da MAN.

MAN Nutzfahrzeuge combate as pressões de custos crescentes e propõe aos clientes com um programa abrangente de eficiência nos transportes. A abordagem estratégica da MAN vai muito além da economia de combustível. A MAN já oferece um amplo programa para reduzir os seus custos totais de exploração (Total Costs of Ownership). Eficiência dos transportes, consolidada nos domínios da tecnologia, o serviço, o motorista e conhecimentos futuros protegendo o meio ambiente é um valor acrescentado para os clientes. Rotulados como "consequentemente eficiente", são realizadas iniciativas de vendas e de serviço nos mercados estabelecidos, a fim de vincular ainda mais clientes de camiões e autocarros à marca MAN. Na primavera uma verificação da eficiência do veículo foi oferecida gratuitamente na Alemanha, que é o mercado piloto. Isto também foi dirigido a operadores de camiões de outras marcas, com a intenção de gerar novos contactos e vendas com plena utilização dos centros de serviço. Na primavera também foi introduzido o "MAN GO2" oferta conjunta, o que permitiu à MAN Truck & Bus Deutschland GmbH (MTBD) se posicionar novamente no lucrativo mercado de serviços de telemática, os clientes que assinaram um contrato de manutenção e reparação receberam o novo MAN Data Smart TeleMatics pacote de serviço gratuito de "MAN GO2".

MAN Rental Com o slogan "O sucesso também se pode alugar " a MAN

Começou uma campanha de aluguer e serviços no início do ano. MAN Rental torna possível para os operadores cumprir as suas necessidades com modernos camiões, reboques e semi-reboques, de forma rápida e simples. Graças a uma completa gama de serviços, podendo assim, concentrar-se totalmente no seu verdadeiro negócio, e tudo isto com um esforço mínimo e custos reduzidos de financiamento. A MAN Rental tem uma vasta gama de serviços e está actualmente disponível na Alemanha, Polónia e Hungria. Outros países da Europa brevemente terão este serviço. Aluguer MAN é executado por Truck Rental Solutions GmbH, uma joint venture entre a MAN Finance International GmbH (IFM) e EURO-Leasing GmbH sediada em Sittensen, na Alemanha. MAN Rental actualmente regista um considerável aumento na procura de camiões para aluguer, especialmente na Alemanha.

MAN TopUsed MAN TopUsed oferece aos clientes todos os serviços no que diz respeito aos veículos usados sob um mesmo tecto: garantias internacionais de veículos usados de até 24 meses / 1.000.000 km, compras e retomas, leasing, financiamento e arrendamento de acordos de compra com serviço da MAN Finance, e serviço completo de manutenção. A MAN TopUsed enfrenta a evolução negativa no mercado de veículos usados com a ajuda de iniciativas de vendas e de marketing. Por exemplo, desde o início do ano, tem sido possível em veículos Euro 3 modificar para cumprir com a norma Euro 4. Em seguida, são considerados como os veículos Euro 4 para efeitos de portagens. Isto também se aplica à produção do selo de emissão verde. A pesquisa on-line em MAN TopUsed disponível na internet, permite que as partes interessadas vejam camiões e autocarros de todo o mundo de uma forma fácil rápida e atraente e assim encontrar os veículos desejados a partir do conforto de suas casas ou escritórios.

MAN Bus TopService A MAN começa oficialmente a sua nova MAN BusTopService na feira Busworld em Kortrijk. O serviço será inicialmente disponível em oficinas seleccionadas, em seis países - Alemanha, Áustria, Espanha, Portugal, França e Grã-Bretanha. O BusTopService oferece aos clientes um serviço completo para todos os modelos MAN e NEOPLAN. Cada oficina com BusTopService emprega pelo menos, dois especialistas que tenham concluído um período adicional de dois anos em cursos de formação. A oficina também está equipada com os mais modernos sistemas de diagnóstico e tem uma vasta gama de peças em stock.

Crescimento e da cooperação internacional

A estratégia de crescimento internacional, iniciada nos últimos anos tem resultado em um ano recorde após o outro para a MAN Nutzfahrzeuge. Independentemente da difícil situação do mercado, a MAN vai continuar a seguir esta estratégia bem sucedida. A razão para isto é que, a médio prazo, a procura de transporte nos chamados países BRIC vai crescer consideravelmente e sua expansão de infra-estruturas será desenvolvida. A médio prazo, então, a procura de autocarros e camiões nesses países crescerá proporcionalmente.

Brasil Com a compra da Volkswagen Truck & Bus (agora a MAN da América Latina) no Brasil pela MAN SE, MAN Nutzfahrzeuge ganhou o acesso ao mercado de camiões e autocarros da América do Sul. A rede dos concessionários MAN existente na América Latina irá inicialmente vender os camiões pesados da Trucknology Generation ®MAN no Brasil, e mais tarde com nos países limítrofes. Em contrapartida, MAN América Latina vai lucrar com o know-how da sua empresa irmã na Alemanha, por exemplo na área de motores com os elevados padrões de normas de emissões. Assim, a médio prazo, o económico motor MAN D08 Common Rail, vai também motorizar o VW Constellation. A longo prazo, o desenvolvimento em conjunto de camiões e autocarros é concebível.

Rússia Nos últimos anos, a MAN Nutzfahrzeuge tem sido bem sucedida em estabelecer-se no mercado de camiões russo. A sua quota de mercado de veículos importados da Europa Ocidental aumentou de 11,2% em 2005 para 30,3% no ano passado, que é o equivalente a 6% do total do mercado russo de camiões. Durante este período, uma extensa e altamente qualificada rede de serviços foi construída para os clientes da MAN na Rússia.

Índia MAN Nutzfahrzeuge tem estado activamente no mercado indiano desde 2006 sob a forma de MAN FORCE TRUCKS joint-venture na Pithampur. O início da produção foi mais difícil do que inicialmente previsto, devido em especial à insuficiente qualidade inicialmente de componentes fabricados localmente. No final de 2008, a MAN Nutzfahrzeuge aumentou a sua parte da joint venture de 30% para 50%, e assim, assumiu mais responsabilidade para a expansão das actividades na Índia.

China A cooperação da MAN SE com o fabricante de camiões chinês SINOTRUK foi um marco estratégico. A MAN, vai no futuro, ter 25% mais uma acção do maior fabricante de camiões pesados na China. Isto dá à MAN acesso ao maior mercado do mundo de camiões e proporciona um rápido crescimento, onde irá beneficiar da rede de vendas do seu parceiro chinês. Em contrapartida, SINOTRUK será capaz de utilizar o know-how técnico da MAN Nutzfahrzeuge. Os dois parceiros vão desenvolver em conjunto uma série de camiões com base na tecnologia MAN. A SINOTRUK irá comercializar esta série de veiculos na China, enquanto a MAN terá direitos exclusivos de comercialização para a exportação desta robusta gama de veículos e a preços competitivos.